home natural    
       Publicidade
CBH2019
   
   
Divulgação

  Anuncie
Mostre sua marca para o mundo da borracha
Garanta seu espaço!

  Revista Lateks
Única publicação especializada
em heveicultura no Brasil
Compre!

Agenda

ABC

Tempo

 

 
     ASSINATURAS      Boletim      Anuncie      Fale Conosco      Política do Site     
Pesquisa na área de genética conquista I Prêmio Apabor Paulo Gonçalves (conteúdo aberto) PDF
19/08/2019

Camila Gusmão

A pesquisa “Estratégia de diversidade genética para o manejo e uso de recursos genéticos da borracha" foi a vencedora do “I Prêmio Apabor Paulo Gonçalves Melhor artigo científico de 2019” sobre a heveicultura brasileira, promovida pela Associação Paulista de Produtores e Beneficiadores de Borracha (Apabor).

Reprodução

Conhecimento é essencial para o melhoramento genético da seringueira

O estudo foi realizado pela pesquisadora Lívia Moura de Souza juntamente com alunos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e teve a coordenação da professora Anete Pereira de Souza.

Com o objetivo de avaliar a diversidade genética das coleções de germoplasma de diferentes procedências, analisar o que temos de material vegetal disponível para ser usado nos programas de melhoramento e propor uma coleção de plantas que sintetizasse a maior parte da diversidade genética da espécie, a pesquisa teve início no ano de 2013 com a busca pelo material vegetal, e, em 2015 o trabalho foi publicado.

“Estou honrada e agradecida por receber este prêmio. Fomos, e ainda somos inspirados e motivados pelo Dr. Paulo Gonçalves. Sua dedicação e imenso conhecimento sobre a cultura da seringueira são admiráveis. Também gosto sempre de deixar claro que este trabalho é fruto de muito esforço em equipe, com a participação de diversos alunos do LAGM/Unicamp e a coordenação da professora Anete Pereira de Souza”, comenta Lívia.

O estudo

São mais de 1.000 acessos silvestres e cultivados em uma Coleção Nuclear de 100 Genótipos, publicado na plataforma PLOS, que descreve a diversidade genética da seringueira (Hevea spp.). Estão inclusas as qualidades de árvores da América do Sul e da região amazônica, nunca apresentada anteriormente, segundo a pesquisadora.

Os 1.117 acessos genotipados com 13 marcadores microssatélites, podem ser utilizados para melhorar o cultivar e, portanto, a produção da borracha natural no país.

“Estes prêmios contribuem para o reconhecimento da capacitação científica do Brasil, servem de estímulo às novas gerações para que se dediquem à pesquisa científica, além de mostrar a importância de se investir em pesquisa. Hoje, vivemos um corte muito severo de investimentos em pesquisa, e divulgar nosso trabalho é muito importante para que não só o setor público seja o agente de fomento da pesquisa, mas abre a possibilidade para investimentos privados também”, afirma Lívia.

Premiação

Como premiação, a vencedora do concurso receberá uma bolsa para apresentar o trabalho premiado no International Rubber Conference 2019. Realizado pelo Conselho Internacional para Pesquisa e Desenvolvimento da Borracha (IRRDB, na sigla em inglês), o evento acontecerá entre 30 de setembro e primeiro de outubro, em Nay Pyi Taw, a capital do Mianmar. Já os cinco melhores trabalhos, receberão auxílio para apresentar na categoria pôster.

 


RELACIONADAS
Apabor lança concurso que homenageia Paulo Gonçalves
Pesquisador da Embrapa recebe prêmio internacional no evento da Apabor


 

Permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte.

 

 
< Anterior   Próximo >
   
       Publicidade
CBH2019

   
   
© 2009-2019 LATEKS COMUNICACAO LTDA. Todos os direitos reservados.
Rua Campos Salles, 1753 - Vila Boyes - CEP 13416-310 - Piracicaba-SP
Atendimento preferencial por e-mail: vendas@lateks.com.br
Supported by
lateks