home natural    
   
Divulgação

  Anuncie
Mostre sua marca para o mundo da borracha
Garanta seu espaço!

  Revista Lateks
Única publicação especializada
em heveicultura no Brasil
Compre!

Agenda

ABC

Tempo

 

 
     ASSINATURAS      Boletim      Anuncie      Fale Conosco      Política do Site     
Expobor é adiada para o final de setembro (conteúdo aberto) PDF
27/04/2020

Camila Gusmão

Diante das recomendações e determinações oficiais dos órgãos da saúde pública, tanto do país quanto do mundo, visando combater a disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2), a 14ª edição da Feira Internacional de Tecnologia, Máquinas e Artefatos de Borracha (Expobor) teve sua data de início alterada de 30 de junho para 23 de setembro de 2020.

Divulgação/ Francal Feiras

Feiras recebem mais de 9 mil visitantes e profissionais durante três dias

Tradicionalmente realizada no Expo Center Norte, em São Paulo, capital, a Expobor é esperada com expectativa pelo setor de borracha para apresentar lançamentos e pesquisas, reforçar os relacionamentos comerciais e promover a atualização profissional a partir das inovações tecnológicas.

Segundo Lúcia Cristina de Buone, gerente de negócios da Expobor e PneuShow, a Francal Feiras dialogou exaustivamente com as entidades parceiras e, juntos, chegaram à conclusão de que o mercado não poderia ser privado deste importante momento que a feira representa.

“Assim, depois de muita negociação com o pavilhão do Expo Center Norte, que mesmo em tempos de normalidade têm uma agenda bastante concorrida, chegamos ao consenso da nova data visando, principalmente, minimizar o impacto nos negócios do setor”, destaca.

Expectativa é de retomada

Para a organizadora do evento, a expectativa é bastante otimista para a edição de 2020, já que há possibilidades de que até o final de setembro, a pandemia do coronavírus (Covid-19) no Brasil esteja sob controle e as medidas de isolamento social estejam extintas ou, pelo menos, flexibilizadas de modo a possibilitar a atividade econômica da indústria, varejo, prestadores de serviço, produtores e pesquisadores.

“Será um momento importante de retomada da produção e dos negócios em termos gerais para o país e, neste sentido, a Expobor e a PneuShow se converterão em ferramentas ainda mais fundamentais para seus setores recuperarem eventuais perdas do período de confinamento e se prepararem para a largada de novos negócios, oportunidades e parcerias”, afirma Lúcia.

Para Reynaldo Lopes Megna, presidente executivo do Sindicato das Indústrias de Artefatos de Borracha e da Reforma de Pneus no Estado de São Paulo (Sindibor), este singular ambiente proporcionará também o restabelecimento da confiança entre clientes e fornecedores, e interação presencial é fundamental no processo.

“Considerando a otimização do processo de retomada de contatos e negócios com o maior número simultâneo de players de uma determinada cadeia produtiva, as feiras de negócios poderão gerar oportunidades que nenhum outro meio ou canal pode proporcionar. Nesse contexto, a Expobor e a PneuShow desempenharão papel fundamental na retomada das atividades em 2020, mantendo ainda a tradição de antecipar ao mercado os principais avanços e inovações tecnológicas, novos produtos, melhorias em processo de produção e automação, sempre promovendo novas experiências e oportunidades de negócios”, conta.

Impacto no setor de borracha

Para Megna, a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus tem afetando todos os mercados globais e os impactos sobre a indústria brasileira não são diferentes. A forte queda de demanda, a ruptura na cadeia logística e a redução da oferta de capital de giro são os principais problemas relatados pela indústria nacional.

Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) reportam que os efeitos desta crise atingiram 92% das indústrias do país, no final de março. Na ocasião em que a pesquisa foi aplicada, quatro de cada dez indústrias relatavam parada de produção.

“A indústria de artefatos de borracha e reforma de pneus vinha se dedicando à recuperação da última crise político-econômica no Brasil, que se arrastou por dois anos após seu início em meados de 2014. Trata-se de um segmento provedor de bens intermediários e, consequentemente, seu desempenho está atrelado ao comportamento da indústria de transformação, que também sofre os impactos da atual crise global”, afirma.

A previsão é que o comércio mundial seja fortemente abalado e as diversas economias encolham, tanto em função interrupção de fornecimentos aos diversos elos da cadeia produtiva, quanto pela redução da demanda causada pelo desemprego e pela redução da renda. Nesse contexto, os países afetados intensificam o debate sobre a saída desta crise, ainda sem data marcada.

“Ao lado das ações na área da saúde, a adoção de medidas econômicas para a manutenção da renda da população e redução da fragilidade das empresas, estão entre as providências que devem ser implementadas com velocidade e em doses compatíveis ao cenário. Medidas para o enfrentamento de crises anteriores parecem não ter a mesma eficácia no momento, revelando a urgência e a necessidade de se conjugar a prevenção sanitária com ações que ampliem o fluxo e a liquidez do mercado”, finaliza Megna.

Eventos integrados

Juntamente com a Expobor, será realizado o 10º Encontro Nacional da Borracha Natural, previsto para o dia 25 de setembro. O evento, que é promovido pela LATEKS - mantenedora do portal Borracha Natural - é o único espaço dedicado à discussão de temas específicos da cadeia produtiva da borracha natural durante a feira.

Durante a feira acontece também o 18º Congresso Brasileiro de Tecnologia da Borracha, realizado pela Associação Brasileira de Tecnologia da Borracha (ABTB).

 

Permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte.

 

 
< Anterior   Próximo >
   
   
© 2009-2019 LATEKS COMUNICACAO LTDA. Todos os direitos reservados.
Rua Campos Salles, 1753 - Vila Boyes - CEP 13416-310 - Piracicaba-SP
Atendimento preferencial por e-mail: vendas@lateks.com.br
Supported by
lateks