home natural    
   
Divulgação

  Anuncie
Mostre sua marca para o mundo da borracha
Garanta seu espaço!

  Revista Lateks
Única publicação especializada
em heveicultura no Brasil
Compre!

Agenda

ABC

Tempo

 

 
     ASSINATURAS      Boletim      Anuncie      Fale Conosco      Política do Site     
Associação expande processo de regulamentação no setor da borracha (conteúdo aberto) PDF
15/03/2021

Selo Apabor Usina Borracha Legal visa combater práticas ilegais na comercialização da borracha natural

Camila Gusmão

Criado em 2018, o Selo Apabor Usina Borracha Legal está ganhando dimensão este ano com a acreditação de mais uma usina de beneficiamento de borracha natural - Hevea-Tec. O objetivo da Associação Paulista de Produtores e Beneficiadores de Borracha (Apabor) é regulamentar o setor heveícola por meio de regras para heveicultores, compradores e usinas de beneficiamento, e assim criar um ambiente mais seguro para a comercialização.

Reprodução

Programa Borracha Legal pretende ser referência na comercialização

O Selo Apabor Usina Borracha Legal leva em consideração uma série de critérios nos âmbitos jurídico, comercial, trabalhista e sustentável. Uma empresa de auditoria contratada pela Apabor elabora um diagnóstico sobre a execução dos requisitos que compõe o Código de Conduta do Programa Borracha Legal. Assim que executados, a empresa recebe a acreditação.

O Selo Usina Borracha Legal faz parte do Programa Borracha Legal da associação, que visa boas práticas no setor produtivo, com foco tanto na qualidade do produto quanto na comercialização. A intenção é que o programa se torne um padrão para o mercado.

“Quando lançamos o programa, pensamos em incluir não somente a extração da borracha natural, mas também a entrega para a usina e a questão tributária. O heveicultor não pode apenas ver o que ele ganha. Por exemplo, um [comprador] paga R$ 1,00 por quilo da borracha seca, e outro paga R$ 1,20 sem nota [fiscal]. Temos que mudar o setor. As pneumáticas também estão mudando e chegará uma hora em que só vai vender quem estiver com tudo certo. As pessoas falam da corrupção na política, mas a honestidade depende de cada cidadão”, comenta Fábio Magrini, presidente da associação.

Segundo Magrini, o programa trará muitos benefícios para o setor da borracha natural e evitará problemas corriqueiros, como os furtos de coágulo nas propriedades, que podem ser coibidos com a exigência de nota fiscal.

“Quem quiser andar junto com a Apabor, vai ter que ter o selo. Não quero coisas erradas na minha gestão. Temos uma pneumática que avisou que não comprará de quem não obter a certificação. É um bom sinal”, afirma.

O portal Borracha Natural já relatou vários casos de furto (onde não há contato com a vítima) e roubo de coágulo. As ações foram realizadas em diferentes situações, desde furto do produto diretamente das canecas no seringal, passando por furto da produção em banca coberta, e até mesmo assalto à mão armada a caminhão que transportava coágulo com destino à usina de beneficiamento.

“No médio prazo, será muito bom para o mercado. No futuro, pode até ter um valor agregado. O consumidor está cada vez mais exigente e observando questões ambientais, não compactuando com empresas que estejam envolvidas em desmatamento, trabalhistas e legais. Na Europa, o consumidor já exige isso. É um caminho sem volta”, conclui.

 


RELACIONADAS
Apabor divulga boas práticas por meio de manual em formato gibi
Plásticos e metal são contaminantes encontrados na borracha natural
Assaltantes levam 15 t de coágulo na região de São José do Rio Preto


 

Proibida a reprodução total ou parcial por qualquer meio.

 

 
Próximo >
   
   
© 2009-2019 LATEKS COMUNICACAO LTDA. Todos os direitos reservados.
Rua Campos Salles, 1753 - Vila Boyes - CEP 13416-310 - Piracicaba-SP
Atendimento preferencial por e-mail: vendas@lateks.com.br
Supported by
lateks