Borracha Natural Brasileira

Borracha via e-mail: Ano VII, n.316, 11 de abril de 2007.

O informativo eletrônico do Projeto Borracha Natural Brasileira.
Indique o Borracha via e-mail · Assine o conteúdo exclusivo
natural
Patrocínio/Apoio
Petroflex NB Polifer Apabor
Editorial

Demanda sustenta mercado internacional

O mercado internacional segue com preços elevados, sustentados pela demanda por borracha natural nas grandes economias. De acordo com fontes internacionais, a China teria importado 370 mil toneladas de borracha natural no primeiro trimestre deste ano, 3,5% mais do que no mesmo período de 2006.

Nos Estados Unidos, embora tenha ocorrido queda nas vendas de grandes montadoras em março, o resultado positivo das demais companhias pode assegurar a manutenção do consumo de elastômero. As vendas da GM, Ford e DaimlerChrysler registraram queda de 7,7%, 12,4% e 8,0%, respectivamente. Por outro lado, os fabricantes japoneses apontaram elevação das vendas no mercado estadunidense. A Toyota teve um aumento de 7,7% na vendas no mês passado; a Nissan, de 3,9%; e a Honda, de 7,3%. Apesar dos resultados, as vendas domésticas de automóveis, caminhões e ônibus novos caíram no Japão.

A estação fria está sendo severa na Malásia e na Tailândia, enquanto que no norte de Sumatra (Indonésia) o frio ainda não chegou. A produção deve se recuperar lentamente na maioria das regiões produtoras do sudeste asiático. Também foram relatadas chuvas na Malásia e em parte do sul da Tailândia, prejudicando a produção de borracha natural. Contrariando o que se observa no sul do país, os tailandeses também estão experimentando a estação mais quente da sua história. Determinadas províncias no norte registraram temperaturas de até 42oC.

Na Malásia, os preços caíram levemente na semana passada. Na Malaysian Rubber Exchange (MRE), a SMR20 – equivalente ao GEB-1 – foi cotada a US$ 2.139,5/t na quinta-feira, contra US$ 2.164/t na segunda, uma queda de 1,1%. Os preços se recuperaram esta semana, fechando hoje (11) a US$ 2.157,5/t, ou 0,8% superior ao da última quinta.

No Japão – terceiro maior consumidor mundial de borracha natural, atrás da China e dos Estados Unidos – e em Cingapura, as cotações acompanharam o mercado malaio. Na Tokyo Commodity Exchange (TOCOM), a RSS3 foi cotada a ¥ 276,8/kg nesta quarta-feira, valor 2,0% superior ao registrado na quinta, de ¥ 271,3/kg. Já na Singapore Commodity Exchange (SICOM), a TSR20 foi cotada hoje a US$ 2.115/t, contra US$ 2.080/t na quinta-feira, registrando um aumento de 1,7%.

Na Tailândia, comportamento semelhante foi observado nos preços na semana de 2 a 5 de abril. Porém, os preços seguem em queda esta semana. De acordo com a Thai Rubber Association (TRA), a STR20 foi cotada ontem a US$ 2.287,2/t, contra US$ 2.316/t na quinta-feira passada, uma queda de 1,2%.

O International Rubber Consortium Ltd (IRCo) alertou na segunda-feira (9) que analistas começam a visualizar um padrão de comportamento no mercado internacional que poderia conduzir a uma situação de superoferta de matéria-prima, se os preços atingirem um patamar ainda mais elevado. Os produtores poderiam adotar medidas não-competitivas para manter os preços altos, forçando diversos consumidores a deixar o negócio de borracha. Com isso, haveria um período relativamente longo antes de a oferta se ajustar novamente à demanda.

A fim de evitar a repetição do caso do café no passado recente, a Vietnam Rubber Association (VRA) afirmou que monitora o balanço global entre oferta e demanda para impedir o surgimento de um quadro de superoferta que poderia ser prejudicial para o elastômero. Os planos para a implantação de 100 mil hectares de seringueira no Laos e no Camboja são acompanhados de perto pela entidade, pois poderão resultar em um incremento de produção da ordem de 400 mil toneladas por ano, e o próprio Vietnã está longe de terminar a própria expansão.

Em tempo, com a matéria “INAL questiona ICMS de 18% para preservativos”, publicada na coluna Borracha em Foco no dia 3 de abril, a Natural Consultoria & Comunicação, gestora do Borracha Natural Brasileira, entende que tem cumprido seu papel no desenvolvimento do setor de borracha. Um representante da fábrica de preservativos comunicou que o convênio que isenta de ICMS os preservativos será mantido pelo menos até 2011.

Heiko Rossmann
Coordenador

Borracha em Foco

Abacaxi Gomo-de-Mel pode ser alternativa para heivecultor

Com uma maior ênfase dada à exploração de sistemas agroflorestais com mais de um cultivo de ciclo curto, o abacaxi Gomo-de-Mel aparece como uma boa opção para consorte com a seringueira. A cultura a ser utilizada para o plantio intercalado varia de região para região e bons resultados têm sido obtidos com cacau, guaraná, pimenta-do-reino e café. Qualquer cultura pode ser utilizada, desde que não hospede pragas que possam infestar a seringueira e que não ocorra competição por água e nutrientes entre as espécies.

Continua...

Clipping

Agricultura e Heveicultura
Parceria entre BB e governo de MT reforça ações no agronegócio, diz Fraga
Consórcio forma especialistas na elaboração de projetos
Conab prevê safra recorde de 131,1 milhões de toneladas de grãos
Agronegócio bate mais um recorde e exporta us$ 11,7 bilhões no trimestre

Sudeste Asiático
VIETNÃ exporta menos borracha no primeiro trimestre
VIETNÃ traça planos para impulsionar exportações para China
VIETNÃ – Ciclone fere pessoa e causa danos a 100 casas
INDONÉSIA – Índia pode parar de importar óleo de dendê

Amazônia e Meio Ambiente
Associação empresarial critica posição contra importação de pneus usados
Brasileiros são os mais preocupados com o aquecimento global
País terá rede de estudos do clima
Chanceler alemã quer envolvimento do G-8 em questão do aquecimento global
ONU prepara novo relatório sobre efeitos do aquecimento global
China e EUA questionam relatório sobre mudanças climáticas
Aquecimento global pode provocar extinção de 30% das espécies, diz painel
Parte da Amazônia pode virar savana, alerta WWF
ONU prevê secas e falta de água para mais de 1 bilhão
Desertificação causará o exílio de 65 milhões de africanos até 2025
Pobres sofrerão mais com o aquecimento global, diz chefe do IPCC
OMS prevê aumento de desnutrição e doenças por mudanças climáticas
Aquecimento global pode afetar a qualidade do vinho

Petróleo e Borracha Sintética
Brasil e Equador fecham acordo para exploração de petróleo em reserva ecológica
Petrobras dispensa licitação para antecipar construção da Plataforma P-56
ÍNDIA – Pneumáticas optam por borracha sintética
EUA – Acionistas da Bandag aprovam venda para Bridgestone por US$ 1,05 bilhões
ALEMANHA – Lanxess paga mais de EUR 50 milhões em bônus para empregados

Indústria Consumidora
Queda nas exportações diminui produção automobilística no trimestre
Com real forte, setor calçadista gaúcho fecha 4.000 postos de trabalho
Investimento com reciclagem chega a R$ 45 milhões serviços
Michelin construirá plantas de pneus na China
POLÔNIA – Bridgestone considerada maior investidor estrangeiro
Aumento das importações não preocupa, diz secretário de Comércio Exterior

Ciência e Tecnologia
Japão quer desenvolver arroz resistente ao calor e à falta de água

Painel de Mercado
Indicadores mensais Fevereiro Março Var (Fev-Mar) Abril
Coágulo (SP) * MIN R$ 1,37 R$ 1,40 +2,2% -
Coágulo (SP) * MED R$ 1,53 R$ 1,54 +0,7% -
Coágulo (SP) * MAX R$ 1,73 R$ 1,75 +1,7% -
GEB-1 (SP) ** R$ 4,11 R$ 4,11 0,0% R$ 4,78
GEB-1 (Apabor) R$ 4,41 R$ 4,80 +8,8% R$ 4,73
Dólar (EUA) R$ 2,0963 R$ 2,0887 -0,4% R$ 2,0337
Petróleo WTI US$ 59,39 US$ 60,74 +2,3% US$ 63,77
Petróleo Brent US$ 58,80 US$ 62,46 +6,2% US$ 67,92
* Coágulo com DRC médio de 53%; ** Preço médio pago pela indústria pneumática às usinas de beneficiamento
paulistas, ajustado pela Taxa Selic para o prazo de 15 dias. Fonte: Coágulo e GEB-1: levantamento junto ao setor;
Dólar (EUA): Banco Central do Brasil (www.bcb.gov.br); Petróleo WTI: New York Mercantile Exchange
(www.nymex.com); Petróleo Brent: International Petroleum Exchange of London (www.ipe.uk.com).

Curtas

Preço do coágulo sobe ligeiramente: Os preços do coágulo (DRC 53%) no interior paulista subiram 0,7% em março, para R$ 1,54/kg, em média, contra R$ 1,53/kg no mês anterior. Os preços variaram de...
Continua...

Látex centrifugado mais barato em março: Enquanto o preço do látex in natura registrou um pequeno aumento, o preço do produto processado sofreu redução. O látex centrifugado...
Continua...

Pneus de passeio 1,0% mais caros: Em março, os pneus radiais 165/70 R13 para automóveis de passeio foram comercializados no mercado varejista do interior paulista a...
Continua...

SBR 1502 registra queda de 0,3% em março: O mercado de borracha sintética sofreu pouca variação no mês de março. A SBR 1502 registrou queda de apenas 0,3% em relação a fevereiro...
Continua...

Outros indicadores:
Diários: SMR10, SMR20, Látex Centrifugado (Malásia), STR20, Látex Centrifugado (Tailândia), RSS4 (Índia), Látex Centrifugado (Índia), Dólar, GEB-1 (Apabor), Rubber Index; Semanais: SMR10, SMR20, Látex Centrifugado (Malásia), STR20, Látex Centrifugado (Tailândia), RSS4 (Índia), Látex Centrifugado (Índia), Dólar, Petróleo WTI, Petróleo Brent; Mensais: Látex in natura (SP), Látex Centrifugado (SP), Coágulo (SP), GEB-1 (SP), GEB-1 (Apabor), SMR10, SMR20, Látex Centrifugado (Malásia), STR20, Látex Centrifugado (Tailândia), RSS4 (Índia), Látex Centrifugado (Índia), Dólar, SBR 1502, SBR 1712, BR 45, Petróleo WTI, Petróleo Brent; Estimativa do Preço Futuro Internalizado da Borracha Natural - EPF-Borracha

Publicidade (esta edição do Borracha via e-mail foi enviada para 3.975 agentes do setor de borracha)

AGROLATEX

A Agrolatex Agroindustrial é uma usina de beneficiamento de borracha e látex que atua no mercado há 13 anos na comercialização coágulo, látex in natura, GEB e látex centrifugado.

A Agrolatex trabalha em conjunto com parceiros e produtores, dentro e fora do Estado de São Paulo, fornecendo suporte técnico e comercial no gerenciamento de seringais. Oferece ainda atendimento diferenciado para produtores por meio do telefone 0800-726-5210.

A empresa possui o certificado de qualidade ISO, que dá credibilidade e segurança aos produtores/parceiros e clientes.

Goodyear do Brasil, Pirelli, Art Látex, Silaltex, Maggi Clean, Sangol e Del Rei são alguns dos principais clientes.

Mais informações: 0800-726-5210 (Produtor) - (17) 2136-5353 (Comercial)

Artigos

Controle de oídio em seringueira e sua interferência na população do ácaro Calacarus heveae Feres
Marineide Rosa Vieira et al.
Universidade Estadual Paulista - UNESP (Ilha Solteira)

A cultura da seringueira pode ser atacada pelo fungo Oidium heveae Steinm e pelo ácaro Calacarus heveae Feres, causadores de desfolha em seringais paulistas. O presente trabalho teve por objetivo avaliar o efeito do fungicida sistêmico fenarimol no controle do fungo e a sua interferência na população de C. heveae.

Continua...

Eventos

4º Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas
Período: 23-26/04/2007
Local: São Lourenço, MG
Promoção: Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas - SBMP
Informações: http://www.ufla.br/eventos/cbmp

IX Jornadas Latino-Americanas de Tecnologia da Borracha
Período: 11-15/06/2007
Local: Porto Alegre, RS
Promoção: Sociedad Latinoamericana de Tecnología del Caucho - SLTC
Informações: http://www.sltcjornadas.com/borracha

I Congresso Brasileiro de Heveicultura
Período: 18-20/09/2007
Local: Guarapari, ES
Promoção: Incaper
Informações: galveas@incaper.es.gov.br

Continua...

Equipe
Heiko Rossmann
Coordenador / Analista Setorial
hrossman@natural.agr.br
Augusto Hauber Gameiro
Analista Econômico
gameiro@natural.agr.br
Raquel Bazzo
Jornalista Responsável
raquel@natural.agr.br
     
Mariana Perozzi
Jornalista
mariana@natural.agr.br
Flavia Marques
Jornalista
flavia@natural.agr.br
Tania Bragado
Comercial
tbragado@natural.agr.br

Indique outras pessoas para receber o informativo eletrônico "Borracha via e-mail" gratuitamente.
Envie sua mensagem com críticas e sugestões para borracha@borrachanatural.agr.br.
Caso não queira mais receber o informativo Borracha via e-mail, responda esta mensagem com o assunto "Remover".

www.borrachanatural.agr.br

© 2005 Natural Consultoria S/S Ltda. Todos os direitos reservados.