Borracha Natural Brasileira - Brazilian Natural Rubber
Do Brasil para o Mundo - From Brazil to the World

Borracha via e-mail: Ano VII, n.404, 30 de janeiro de 2009.
O informativo eletrônico do Sistema de Informações Agroindustriais da Borracha Natural.
Indique o Borracha via e-mail · Assine o conteúdo exclusivo

Rubber by e-mail: n.404, January 30, 2009.
An international newsletter of the Brazilian Natural Rubber Agro-industrial Information System.
Suggest this newsletter · Subscribe to it’s exclusive content

borracha

natural

Patrocínio - Sponsors
Braslatex Apabor Abiarb Polifer
Editorial - Editorial

Heveicultores precisam ter visão de médio e longo prazo

A queda abrupta nos preços da borracha natural que vem acontecendo desde meados do ano passado tem preocupado seriamente os produtores em todos os países que cultivam a seringueira.

De fato, a crise internacional que afetou fortemente a demanda por produtos industrializados, como automóveis e pneus, é séria e ainda deve causar mais prejuízos. Mas deve-se sempre ter em mente que as crises econômicas são passageiras. Além disso, são recorrentes na história da humanidade. Em outras palavras, crises econômicas sempre acontecem periodicamente e sempre passam, terminam.

É impossível se prever, com exatidão, quando elas irão acontecer, ou seja, de quanto em quanto tempo o ciclo se repete. Mas, grosso modo, para termos um parâmetro, pode-se considerar que, aproximadamente de 10 em 10 anos uma crise econômica internacional acontece.

Imaginemos um seringal no Brasil que terá uma vida útil, digamos, de 40 anos. O proprietário deste seringal, portanto, enfrentará de 3 a 4 crises durante o empreendimento, queira ou não queira. Se a cada crise os produtores se assustassem e erradicassem seus seringais, não teríamos mais produção de borracha natural no mundo.

Tomemos um exemplo real. Os anos de 1996 e 1997 foram uns dos piores da história em termos de preços baixos da borracha. Quem ousou plantar novos seringais naqueles anos? Poucos. Pouquíssimos, na realidade. Mas foram esses poucos que tiveram a oportunidade de se aproveitar dos ótimos preços quando aquelas árvores entraram em produção, nos anos de 2004 a 2007.

A mensagem é esta: o heveicultor precisa pensar no médio e longo prazo, pois assim é o seu empreendimento, seu seringal.

O objetivo desta mensagem não é servir de consolo para uma situação que claramente é difícil, especialmente para aqueles que dependem da produção de borracha natural para sobreviver. Mas é uma reflexão objetiva que deveria nortear o planejamento dos produtores e beneficiadores.

Aqueles que pensarem estrategicamente com vistas no futuro e souberem diversificar adequadamente seus investimentos agrícolas não precisam se desesperar.

Ninguém sabe quando esta crise vai terminar: em meses? Um ano? Dois anos? Mas uma coisa é certa: um dia ela vai terminar e o equilíbrio e o crescimento econômico voltarão a seguirem seu rumo natural.

Quem olhar para o passado certamente não será surpreendido pelo futuro.

Falando em crises e preços, gostaríamos de destacar no informativo desta semana a análise do mercado internacional e a análise mensal do mercado doméstico. Em janeiro, os heveicultores brasileiros enfrentaram fortes desvalorizações da borracha, ao passo que os produtores asiáticos tiveram algum alívio com a reação dos preços do produto.

Bom final de semana a todos.

Equipe Natural
equipe@natural.agr.br

NR producers should have medium and long run vision

The sharp fall in NR prices since last year is concerning producers from all those countries that grow rubber trees.

In fact, the international crisis that strongly affected the demand for manufactured rubber goods, as autos and tires, is very serious and it will probably cause more damages. But we should always have in mind that economic crisis passes by. Crises are common in the human history. In other words, economic crises always happen and always end.

It is impossible to foresee exactly when they will happen or how long they will last. But we can barely consider that an international economic crisis happens, on average, from 10 to 10 years.

Imagine that a rubber tree area in Brazil will have a productive live of 40 years. Thus, the owner of this business will face 3 or 4 crises during the period of his entrepreneur. If in each one of these crises the worried producers eradicated their trees, we wouldn’t have natural rubber production in the world.

Let’s take a real example. The years of 1996 and 1997 were one of the worst in history in terms of very low prices for NR. Who did dare to grow new trees in that time? Very few producers did. But these few producers were the ones that had the opportunity of receiving very good prices when their trees started to produce commercially, in the period of 2004 to 2007.

The message is this: the NR producer should think in the medium or long term, because this is the way that this business works.

This message does not aim to comfort market players in this conjuncture that is clearly very difficult, mainly to those that depends of the NR production to survive. But it is a reflection that should guide NR strategic planning.

Those who strategically look forward to the future and know how to correctly diversify their investments don’t need to be desperate.

Nobody knows when this crisis will finish: within months? One year? Two years? But one thing is well known: it will end one day and the economic balance and growth will return to follow their natural movement.

The one that looks to the past certainly will not be surprised by the future.

Talking about crises and prices, we would like to call your attention to the weekly analysis of the international market and the monthly analysis of domestic market that we present in this edition of our newsletter. In January, Brazilian growers faced a sharp drop in the NR prices, while Asian growers saw prices moving up.

Have you all a nice weekend.

Natural’s Team
equipe@natural.agr.br

Borracha em Foco - Focus on Rubber

Sangria ascendente é indicada para seringais mais velhos
No seringal, a técnica de extração da borracha mais utilizada é a sangria em forma descendente (de cima para baixo). Porém, alguns pesquisadores defendem a sangria ascendente (de baixo para cima) como uma alternativa para melhorar o rendimento da árvore em até 15%. O sistema é indicado como gestão de seqüência de painéis.
Leia mais...

POLÊMICA - Importar ou não pneus remoldados? (conteúdo aberto)
Parece que desta vez o estranho conúbio entre as multinacionais dos pneus com a burocracia do Ministério de Meio Ambiente, com as bênçãos de uma parte dos movimentos ambientalistas, conseguiu finalmente destruir a BS Colway cortando seu acesso à importação de pneus usados que se transformavam em pneus remoldados. Quanto às multinacionais, nada a estranhar, pois estão fazendo exatamente seu papel, que é defender com unhas e dentes seus mercados e seus privilégios mundo afora, sempre invocando princípios nobres que seduzem os néscios e encantam os ingênuos. No que toca à burocracia ambientalista, também há pouca surpresa pois a área está infestada de crenças ideológicas travestidas de conhecimento científico, manipuladas com desenvoltura para justificar as medidas mais esdrúxulas, sempre em nome dos nobres objetivos de proteger a natureza e os indivíduos que o bom Deus colocou neste planeta. O que me causa realmente estranheza é que ambientalistas altamente respeitáveis aceitem fazer o papel de porta-bandeiras para essas duas turmas que exploram o seu idealismo, substituindo o exame realmente crítico e científico das questões ambientais pelo raciocínio simplista das palavras de ordem e dos slogans politicamente corretos.
Leia mais...

Pneumáticas são convidadas a usar mercado futuro da borracha na Tailândia
A Bolsa de Mercados Futuros da Tailândia (AFET) espera atrair as maiores pneumáticas do mundo para negociarem no mercado tailandês. Representantes da AFET vêem uma oportunidade para o mercado futuro local da borracha após as negociações terem caído fortemente em Cingapura depois da fusão entre a Sicom (Bolsa de Commodities de Cingapura) com a SGX (Bolsa de Valores de Cingapura) no início do ano passado.
Leia mais...

Borracha na Semana - The Week

SEMANAL - Mercado internacional instável na última semana de janeiro: o pior já passou?
A última semana de janeiro foi caracterizada por instabilidade nos preços internacionais da borracha natural. A semana iniciou em baixa, mas os preços reagiram na terça (27/01), quarta (28/01) e quinta (29/01), voltando a cair na sexta (30/01) para patamares bastante semelhantes aos da segunda, ou ligeiramente inferiores. Essa foi a característica geral do mercado na Tailândia, Indonésia e Malásia.
Leia mais...

MENSAL – Preços caem e prazos se estendem no mercado interno, em janeiro
O mercado paulista do coágulo foi marcado por dois períodos distintos em janeiro: na primeira quinzena, os preços seguiam praticamente no mesmo patamar de dezembro (R$ 1,50 – R$ 1,55/quilo). Na segunda metade do mês, porém, as cotações começaram a cair sensivelmente, culminando no valor que tende a ser o balizador das negociações do próximo mês: R$ 1,05/quilo. Desta forma, a média apurada pela equipe do Sistema de Informações Agroindustriais da Borracha Brasileira foi de R$ 1,34/quilo de coágulo com rendimento padronizado em 53%, uma baixa de 13,8% frente à média de dezembro.
Leia mais...

Notícias - News

NOTÍCIAS NACIONAIS - BRAZILIAN NEWS

Agricultura e Heveicultura
Dinheiro ainda dá em árvore
Políticas públicas e ambiental do governo são expostas no FSM
Recuperação de preço agrícola não viabiliza safra 2009/10
Emergência cria expectativa, mas pouco ajuda agricultura
Governo prepara plano para 15 anos
Governo confirma aperto na fiscalização de importações
Crise internacional afeta a produção de borracha
Arrecadação é maior que o PIB do agronegócio
Pesquisa estuda aplicação da tecnologia da informação no agronegócio
FCO inicia ano com projetos que somam R$ 34 mi
Seringueiros de Rondônia transformam látex em tecido ecológico
Vendas de máquinas agrícolas fecham ano com crescimento em MT

Amazônia e Meio Ambiente
Lei limita uso de 30% das terras do Paraná
Futuro da Amazônia é o tema do segundo dia do Fórum Social Mundial
Escola de samba de SP traz enredo místico e polêmico sobre a Amazônia

Petróleo e Borracha Sintética
Petróleo acompanha bolsas e fecha em alta
Braskem aprova Projeto de Polietileno Verde

Indústria Consumidora
Ford perde US$ 14,6 bilhões em 2008 e deve cortar mais 1.200 empregos
Produção das três maiores montadoras do Japão cai forte no mês de dezembro
Setor calçadista pode melhorar em abril, diz empresário
Região lidera as demissões no mês de agosto no Estado de SP

NOTÍCIAS INTERNACIONAIS - INTERNATIONAL NEWS

Agricultura e Heveicultura :: Agriculture and natural rubber cultivation
SRI LANKA – Governo proíbe importação de borracha natural
JAPAN - Tokyo rubber extends gains on weaker yen, oil rise
MALÁSIA – País corta exportações de borracha natural
MALAYSIA - Fiscal incentives not for natural rubber exports

Indústria Consumidora :: Manufacture industry
INDIA - Rubber sector hit by meltdown; crisis to continue

Cotações - Market Prices
Principais cotações do dia: SMR10 (Malásia) (30/01) US$ 1,4115/Kg                 Látex Centrifugado (Tailândia) (29/01) US$ 1,1409/Kg                Petróleo WTI (Nova York) (29/01) US$ 41,44/bl                 Dólar (EUA) (29/01) R$ 2,2761
Acesse o site e fique por dentro de todos os indicadores de preços relacionados abaixo:
Borracha natural bruta Periodicidade Borracha sintética Periodicidade
Coágulo (SP Brasil) Máximo M
Borracha Nitrílica (SP)
M
Coágulo (SP Brasil) Médio M
BR 45 (SP Brasil)
M
Coágulo (SP Brasil) Mínimo M
SBR 1502 (SP Brasil)
M
Látex in natura (SP Brasil) M
SBR 1712 (SP Brasil)
M
Coágulo (BA) Máximo M Outros indicadores de borrachas Periodicidade
Coágulo (BA) Médio M
GEB-1 Ref. Apabor SP Brasil
D
Coágulo (BA) Mínimo M
GEB-1 Ref. Apabor SP Brasil
M
CVP (ES Brasil) Médio M
IRCo DCP
D
Borracha natural beneficiada (físico) Periodicidade
Rubber Index
D
GEB-1 (SP Brasil) M Taxas de câmbio Periodicidade
Látex Centrifugado (SP Brasil) M
Real (Brasil) / Dólar (EUA)
D/S/M
Látex Centrifugado (Índia) D/S/M
Ringgit (Malásia) / Dólar (EUA)
M
Látex Centrifugado (Malásia) D/S/M
Bath (Tailândia) / Dólar (EUA)
M
Látex Centrifugado (Tailândia) D/S/M
Rupia (Indonésia) / Dólar (EUA)
M
RSS4 (Índia) D/S/M Petróleo Periodicidade
SMR10 (Malásia) D/S/M
Petróleo Brent
D/S/M
SMR20 (Malásia) D/S/M
Petróleo WTI
D/S/M
STR20 (Tailândia) D/S/M Manufaturados Periodicidade
Borracha natural beneficiada (futuro) Periodicidade
Pneu Auto (165/70 R13', radial) (SP Brasil)
M
RSS3 (Cingapura) D
Pneu Caminhão (10.00R 20, radial) (SP Brasil)
M
RSS3 (Osaka) D
Pneu Caminhão (9.00R 20, radial) (SP Brasil)
M
RSS3 (Tailândia) D
Pneu Caminhão (10.00R 20, radial) (SP Brasil)
M
RSS3 (Tóquio) D
Pneu Caminhão (9.00R 20, radial) (SP Brasil)
M
RSS3 (Xangai) D    
TSR20 (Cingapura) D    
TSR20 (Osaka) D    
D = diária; S = semanal; M = mensal
RH Natural

ENGENHEIRO AGRÔNOMO
A Natural Consultoria recebe CURRÍCULOS de ENGENHEIROS AGRÔNOMOS (recém-formados ou estudantes de pós-graduação, inclusive) para trabalho temporário de cinco meses, no RIO DE JANEIRO (CAPITAL). O profissional pode ficar no escritório do cliente ou em seu home-office, dando continuidade a projetos em andamento ligados a produtos químicos. Para se inscrever, é necessário ter curso superior completo em Engenharia Agronômica, disponibilidade para residir no Rio de Janeiro (capital) ou localidades próximas, conhecimentos de informática, atuação prévia em projetos e noções básicas de técnicas comerciais. Desejável experiência na área de registros de produtos agropecuários junto aos órgãos estaduais e federais (Secretarias de Agricultura, Meio Ambiente, Saúde, MAPA, ANVISA, IBAMA, entre outros). Envie seu currículo ATÉ 30 DE JANEIRO, SOMENTE PARA O E-MAIL rh@natural.agr.br

Eventos - Events

PLASTINDIA
7th International Plastics Exhibition and Conference
Período: 31/01-05/02/2009
Local: New Delhi, Índia
Promoção: Plastindia Foundation e Messe Düsseldorf
Informações: www.plastindia.org

Tyre Expo Asia 2009
Data: 24-26/03/2009
Local: Singapore Expo Centre, Singapure

Rubber Division's 175th Technical Meeting
Data: 4-6/05/2009
Akron, Ohio
Informações: www.rubberdivision.org

BRASILPLAST - Feira Internacional da Indústria do Plástico
Data: 04-08/05/2009
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi - São Paulo - SP - Avenida Olavo Fontoura, 1.209 - São Paulo - SP
Informações: www.brasilplast.com.br/home/index_pt.php

 


Mais eventos ...

Conheça também - See Also
Algodão Brasileiro Arroz Brasileiro Mandioca Brasileira RH Natural
Equipe - Staff
Mariana Perozzi
Jornalista - Journalist
mariana@natural.agr.br
Flavia Marques
Jornalista - Journalist
flavia@natural.agr.br
Marcel Bergamasco
Webmaster - Webmaster
marcel@natural.agr.br
     
Augusto Hauber Gameiro
Fundador - Founder
gameiro@usp.br
Thais Bombo Perozzi
Colaboradora - Collaborator
thais@natural.agr.br
Renata Roncali Maffezoli
Jornalista correspondente na Europa
renata@natural.agr.br

Envie sua mensagem com críticas e sugestões para borracha@borrachanatural.agr.br.
Caso não queira mais receber o informativo Borracha via e-mail, responda esta mensagem com o assunto "Remover".

Send a message with comments and suggestions to borracha@borrachanatural.agr.br.
If you don’t want to receive this newsletter any more, reply this message with “Remove” in the subject.


www.borrachanatural.agr.br

© 2005 Natural Consultoria S/S Ltda. Todos os direitos reservados – All rights reserved.